Como você pretende conquistar 2020?

Como você pretende conquistar 2020?

“…se você não assumir riscos
e determinar o seu caminho,
você vai sempre depender da boa vontade dos outros…”

Como todos, assim que eu me formei em odontologia, fui trabalhar para um consultório por porcentagem, comecei a rodar a clínica, e logo depois o proprietário resolveu voltar a trabalhar nela…

Depois, fui sócio de uma grande clínica. Sai machucado (perdi dinheiro…), mas hoje enxergo como um aprendizado incrível… ANTES eu achava que meu aprendizado havia sido em administração e marketing…

Só depois compreendi que perder dinheiro ali foi o maior aprendizado de negócios que eu poderia ter. O fato de me dar mal em 2 negócios, ter conseguido avaliar os erros e acertos, e dar a volta por cima, me permitiu começar a enxergar o que significa uma EMPRESA e o MEU PAPEL de maneira completamente diferente do que eu imaginava antes.

Quando comecei a trabalhar com a representação da Ormco no Brasil, inicie na área de vendas e não tinha nenhuma responsabilidade sobre as outras áreas de gerenciamento.

Fiz um MBA (mas honestamente, acho que a prática que eu vivia gerava um aprendizado muito maior) para me sentir mais seguro do que fazia. E alguns anos depois, eu comprei a empresa.
Foi quando fiz outro curso que mudou completamente (de novo…) a maneira de eu enxergar o negócio: me tornei Coach e Business Coach. 

O que aprendi? Aprendi a fazer perguntas.
Perguntas diferentes para os mesmos problemas
Por quê? Porque quem faz as mesmas perguntas sempre, vai ter sempre as mesmas respostas.
E hoje eu vejo que esta minha jornada de autoconhecimento me possibilita poder passar conhecimentos para vocês que vão tonar a arte de administrar uma empresa algo muito mais compreensível.
E a maior vantagem, creio, é que vocês vão poder aprenderem com meus erros. 

Acho que a dor frustração de perder tempo e dinheiro no 1o emprego E
no 2o emprego, em um prazo de menos de 3-4 anos, e passado muito tempo com raiva pelos problemas, tenham me acordado para um fator que muitos levam a vida toda para descobrir: 

“…você vai sempre achar o culpado pelos seus problemas,
Mas encontrar o culpado nunca é a solução…”

Mesmo quando eu comecei a trabalhar na empresa…foi muita cabeçada. Eu tentava administrar nosso consultório (meu e da minha esposa) e a empresa ao mesmo tempo… não conseguia focar nem em um trabalho nem em outro…

Comecei a levar mais do que o dobro do tempo para entregar meus serviços de prótese e a empresa patinava.
Eu não estava contente. E nem poderia, por isto resolvi tomar uma decisão: focar em um só negócio, a Ormco. Mas era muito difícil dissociar meu passado como dentista e passar a administrar um time de pessoas que deveriam ter o mesmo foco que eu: crescer.

A maior diferença entre ser dentista e ser empresário é a maneira de enxergar: 

Como dentista, eu sempre tive uma visão muito focada, procurava detalhes, pequenos, que talvez o paciente nunca percebesse, mas que eu sempre saberia.
Como empresário, toda vez que eu deixava de enxergar o todo, eu cometia erros. Se você não procurar entender toda a situação ao redor, uma visão geral, você vai cometer erros por ter enxergado apenas parte da verdade.

Como dentista, eu sempre fui centralizador. Pouquíssimos dentistas conseguem delegar uma função por que não acreditam que a outra pessoa vai fazer tão bem quanto eles mesmos.
Como empresário, eu descobri que somente tenho 2 braços e 1 cabeça. E se eu quiser crescer, preciso de mais braços, mas principalmente, mais cabeças.

Fui aprendendo a ter uma visão geral. Aprendi a trabalhar com pessoas. Aprendi a traçar estratégias, e comecei a querer ir além.
Interessante, pois acho que minha agressividade nos negócios assustou meus pares, o que começou a tornar nosso relacionamento complicado.

Até que em 2005, quando não aguentava mais a falta de liberdade para tomar decisões (algumas de certo risco, mas que eu considerava que iriam levar a empresa a outro nível), resolvi comprar a empresa e assumir os riscos sozinho.
Este momento foi muito complicado, pois tive de assumir a responsabilidade de todas as áreas da empresa. E eu sempre estive mais a frente de vendas e estratégias, do que na parte de controle.
Neste momento, comecei a aprender na prática o que era uma empresa de verdade. Vendas é apenas parte da história. Financeiro, marketing, RH, TI, operações. Como foi complicado (e desesperador) tentar entender e controlar tudo ao mesmo tempo.

Mas comecei a perceber e aprender algo que me fez chegar a outro nível de novo:

“…eu não preciso fazer tudo. Preciso aprender a delegar.
Mas o que for MEU trabalho (o que não pode ser feito por mais ninguém além de mim), não pode ser abandonado…”

Exatamente por não ser capaz de fazer tudo, que eu aprendi alguns conceitos que me levaram ate onde estou hoje. E quero agora passar para vocês:

• Você precisa AMAR o que faz.
• O que você INVESTIR na empresa, vai retornar múltiplas vezes maior.
• Você nunca vai conseguir fazer tudo.
• Você precisa confiar nas pessoas.
• Você precisa manter o controle do que for IMPORTANTE, em todas as áreas da empresa (administração, marketing, vendas, RH, operações e tecnologia de informação)
• Controle o que precisa ser controlado, nada a mais.
• Defina indicadores que vão permitir que você saiba a todo momento como sua empresa está funcionando.
• Meça frequentemente
• A SUA empresa é um retrato fiel da sua equipe, não o seu.
• Se você não liderar sua equipe, ninguém vai liderar por você.
• Se você não treinar sua equipe, ninguém vai treinar por você.
• Construa sua empresa em cima das necessidades do seu cliente, não da sua.
• Ofereça sempre mais do que você cobra (valor agregado).
• Foque sempre em crescimento.
• Mas aprenda a ser flexível.

Meu OBJETIVO neste momento é ajudar a todos vocês conseguirem enxergar a SUA empresa como eu enxergo a minha.
Feliz 2020,
E vamos fazer deste ano, um ano excepcional

 

Dicas para ser um grande Líder

Dicas para ser um grande Líder

Dica 1º Tenha interesse genuíno pelas pessoas.

Saiba enxergá-los individualmente, considerado as características individuais de cada um, cultive uma relação de interesse pessoal e sincera. Podemos nos surpreender no que uma conversa no almoço ou lanche pode fazer em termos de entendermos quem são nossos parceiros do time.

Dica 2º Reconheça sua equipe. É importante para você e para a empresa.

Saber reconhecer e orientar são características de um bom líder e de uma boa empresa. Reconheça as vitórias, vibre com as conquistas, participe das realizações.

Dica 3. Proponha metas reais de crescimento E envolva todo o time para atingi-las.

Algumas líderes colocam metas irreais para a realidade do mercado. O que causa desanimo e baixo envolvimento. Trace metas reais, que incentivem o crescimento de cada um. Quando as atingir, vibre, faça parte dessa conquista. Seus resultados serão simplesmente extraordinários.

Motivar a sua equipe: o grande desafio do líder

Motivar a sua equipe: o grande desafio do líder

MOTIVE SUA EQUIPE, E TENHA UMA EMPRESA VENCEDORA

Por que equipe motivada faz diferença?

Honestamente, se você não sabe, você nunca trabalhou em uma. Além do bem-estar (físico e mental, principalmente) de todo o time, a motivação é importante para o bom andamento das atividades básicas do dia a dia. Profissionais motivados podem aumentar a performance, produtividade e resultados até 300%. Profissionais que criam um vínculo com a organização acabam realizando frequentemente algo a mais do que o esperado, ampliam sua visão sobre o negócio, indo além de sua obrigação e se preocupam com o desenvolvimento da empresa.

O que é uma equipe motivada

Uma equipe motivada e de alta performance é aquela que demonstra elevada competência e comprometimento. São pessoas realmente alinhadas, que tem em comum valores, visão, objetivos e engajamento. E ao mesmo tempo tem diversidade e multiplicidade de conhecimentos, habilidades, experiências, suas próprias opiniões e ideias, porém abertas a discussão em grupo.

Deixa eu tentar colocar de maneira mais clara, um time onde ninguém tem medo de falar, ou dar opiniões só por que elas são diferentes. Todos entendem que é somente fazendo as coisas de maneira melhor, podemos crescer. A regra de Ouro é “hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje”. Empresas com diversidade são importantes. Imagine se todos pensassem da mesma maneira, e todos achassem que podem pular do telhado sem se machucar. Pronto. Acabou a empresa.

Então, o que motiva uma pessoa?

Geralmente, podemos resumir em 3 conceitos chaves: Autonomia, aprendizado e propósito.

Autonomia significa que as pessoas querem fazer o seu trabalho com mais liberdade, sem o controle engessado. Mais orientação do que ordens. Empresas onde os processos são rígidos demais, barreiras que limitam a capacidade de inovação sufocam toda o potencial criativo das pessoas. Conceda autonomia e deixe as pessoas lhe surpreenderem com sua capacidade de criar soluções simples para problemas que parecem ser complexos. A maior parte das pessoas adoram desafios e assumir responsabilidades quando percebem que possuem liberdade solucionar problemas. Você já experimentou dar autonomia a sua equipe? E sua equipe, já pediu por maior autonomia?

Para alguns é conveniente não ter autonomia. É melhor desculpa do mundo poder falar: “…mas eu fiz exatamente o que foi mandado”.

Minha única recomendação, para quem lidera e para quem é liderado é: mantenham a comunicação frequente. Autonomia não é trabalhar sozinho. Normalmente a gente erra antes de acertar, e simplesmente faz parte do jogo. Quanto maior a comunicação, menores as chances de erro.

“É verdadeiramente velho o homem que pára de aprender,

  quer tenha vinte ou oitenta anos…”

Henry Ford

Saber é poder? As pessoas se sentem mais motivadas estão aprendendo algo novo, buscam aplicar e usar o que lhes foi apresentado. Henry Ford dizia: “É verdadeiramente velho o homem que pára de aprender, quer tenha vinte ou oitenta anos…” Aprender nos desafia a ser jovens, e mantém nossas mentes jovens. Por outro lado, ensinar nos desafia a estudar a fundo o tema. Quanto tempo você dedica a aprender? E a ensinar? Nem que seja como se tornar um mestre no Pokémon GO.

E todos têm um propósito. Seja metas de venda, dar o melhor atendimento, ser elogiado, ser um pai melhor, ser uma mãe melhor, ser um grande líder, ser parte de uma grande equipe, … as pessoas querem um motivo maior para se sentirem desafiadas, para sair da sua Zona de Conforto. Aliás, você sabe o que é a Zona de Conforto? É uma série de ações, pensamentos e/ou comportamentos que uma pessoa está acostumada a ter e que não causam nenhum tipo de medo, ansiedade ou principalmente, risco. O que te faz ir além? Levantar de manhã e gritar: eu quero ser melhor?

Aumento de salário e promoções são considerados fatores básicos na motivação. Um funcionário, ao receber menos do que ele merece pela sua função, perde motivação. Entretanto, se os três conceitos motivacionais acima não forem encontrados em seu trabalho, apenas um aumento salarial nunca vai ser o bastante. Pense comigo: de verdade, você trabalharia em um lugar que não te faz feliz apenas pelo dinheiro?

A conclusão: devemos investir em pessoas e relacionamentos para termos resultados melhores. Um funcionário feliz e motivado é um funcionário que trabalha melhor e produz muito mais. Ao fortalecermos o vínculo entre eles e a empresa, temos um time que veste a camisa e caminhará lado a lado com o crescimento da empresa.

Forme um grupo campeão. Forme uma equipe que estará ao seu lado, onde for. Uma base sólida sustenta todo o grupo.

O principal papel do Líder é motivar pessoas, liderá-las para alcançarem sucesso nas suas vidas pessoal e profissional. Descobrir as ferramentas necessárias para explorar o máximo do potencial de cada um.

Siga as considerações propostas e sua empresa como consequência crescerá mais e ainda cumprirá com um grande papel: fazer do ambiente de trabalho um ambiente propício à realização e felicidade de cada um.