Transformando Casos Complexos em Simples com o Damon System

Um dos adjetivos mais utilizados para falar do aparelho ortodôntico Damon System é que representa uma revolução na ortodontia que permite tratar casos complexos com uma abordagem mais simples e menos invasiva. Por exemplo, há diversos relatos de maloclusões que, sem o uso do Damon, só poderiam ser solucionados por meio de intervenção cirúrgica.

Agora, além de ser possível evitar cirurgias e oferecer tratamentos inovadores aos seus pacientes, você também terá mais previsibilidade nos resultados e efetuará seu trabalho com muito mais precisão. Essas são apenas algumas vantagens desse sistema inovador!

Quer entender, na prática, por que vale a pena trabalhar com o Damon System em seu consultório? Acompanhe o artigo que vou compartilhar depoimentos de ortodontistas e casos reais de pacientes que comprovam a eficácia deste tratamento.

Damon System para melhorar casos de sobremordidas

O ortodontista Carlos H. S. trabalha com o Sistema Damon desde 2005 e afirma que essa tecnologia é inigualável em termos de resultados ortodônticos. Ele chama atenção para a facilidade em tratar casos de classe III. Veja só:

“Tive formação inicial em Ricketts e achava legal como era possível melhorar os casos de sobremordida com os arcos de intrusões e retrusões (apesar de perceber que existia uma recidiva considerável). 

No início do Sistema Damon aqui no Brasil, quando os palestrantes mostraram a correção da sobremordida com extrusões dos dentes posteriores, com uso de bite-turbos anteriores, foi um “choque”. Foi necessário uma mudança de paradigma.  Passados os anos eu vejo que os resultados são muitos mais estáveis.

Hoje vejo como uma das maiores limitações dos alinhadores ainda corrigirem as sobremordidas profundas mais com intrusões dos dentes anteriores do que extrusões dos dentes posteriores, associadas aos desgastes interproximais. Com o sistema Damon reduzimos praticamente a zero os desgastes interproximais para obter alinhamento dos dentes.” 

Ele ainda ressalta que o Sistema Damon proporciona uma melhora no sorriso, com “expansão” dos arcos e diminuição do corredor bucal.

Veja só um antes e depois impressionante que foi compartilhado pelo Dr. Carlos S. para quem acha que ortodontia é simplesmente alinhar dentes. A diferença de sorriso é gritante não?

Paciente com lesão labiopalatal

O ortodontista Marcelo F. também reconhece que o sistema autoligado passivo — o Damon — é a melhor ferramenta  para se trabalhar atualmente por ser a mais moderna.

Para comprovar sua afirmação, ele compartilhou o caso do seu paciente Luis, que tinha uma lesão labiopalatal.

Para tratar esse caso, o sistema tradicional era limitante, por não possuir controle de torque, nem permitir trabalhar com o formato do arco. Ou seja, não dava para incorporar os dois incisivos centrais que estavam separados do arco dental.

Entretanto, como o Damon possui arcos de altíssima tecnologia e altamente flexíveis, foi possível passar um fio contínuo e devolver o formato do sorriso de molar a molar.

Na imagem, você consegue observar o grau de plasticidade do fio CuNiti .013, do Damon System. Essa tecnologia ainda proporcionou um resultado impressionante em apenas 60 dias. Confira:

Entretanto, o Dr. Marcelo traz uma visão mais humana sobre as vantagens do Damon: esse  sistema autoligado tem o poder de devolver o sorriso aos pacientes, mesmo para quem enfrenta problemas mais complexos.

Este foi o caso do seu paciente Luis, que durante muito tempo não se sentia à vontade em sorrir. Mas que, após o tratamento, passou a se sentir confiante para estampar um sorriso em seu rosto.

Como diferencial, o ortodontista ainda ressalta que o Damon permite proporcionar aos pacientes um resultado rápido, eficiente e previsível.

Disjunções em crianças e adolescentes

A ortodontista Maria R. R. conta que o Damon System representa uma revolução em seu consultório.

Em casos de disjunções em crianças, era uma situação comum ela pedir uma radiografia panorâmica para reavaliar espaços disponíveis dentro da boca do paciente e verificar que não havia espaço suficiente, pois as raízes dos incisivos ainda se encontravam abertas. Por essa razão, não poderia intervir com o aparelho fixo convencional.

Entretanto, o Sistema Damon trouxe a possibilidade de dar continuidade ao tratamento já que usa forças tão leves, biológicas e fisiológicas, para obter os espaços. Agora, dependendo do caso, se a forma do arco é boa, não é necessário fazer disjunção, apenas usar o Damon. 

Ela relembra o caso de um paciente adolescente, encaminhado a ela por um cirurgião buco maxilo facial, em que foi possível reverter a necessidade de disjunção cirúrgica somente com o uso do sistema autoligado.

Gostou de descobrir que a alta tecnologia do Damon System permite tratar casos complexos de forma mais simples? Você também pode oferecer esses resultados aos seus pacientes e diferenciar o seu trabalho dos demais dentistas.

Entre em contato com Meu Ortodontista e saiba como levar ao seu consultório a tecnologia mais moderna em ortodontia!