Como você pretende conquistar 2020?

Como você pretende conquistar 2020?

“…se você não assumir riscos
e determinar o seu caminho,
você vai sempre depender da boa vontade dos outros…”

Como todos, assim que eu me formei em odontologia, fui trabalhar para um consultório por porcentagem, comecei a rodar a clínica, e logo depois o proprietário resolveu voltar a trabalhar nela…

Depois, fui sócio de uma grande clínica. Sai machucado (perdi dinheiro…), mas hoje enxergo como um aprendizado incrível… ANTES eu achava que meu aprendizado havia sido em administração e marketing…

Só depois compreendi que perder dinheiro ali foi o maior aprendizado de negócios que eu poderia ter. O fato de me dar mal em 2 negócios, ter conseguido avaliar os erros e acertos, e dar a volta por cima, me permitiu começar a enxergar o que significa uma EMPRESA e o MEU PAPEL de maneira completamente diferente do que eu imaginava antes.

Quando comecei a trabalhar com a representação da Ormco no Brasil, inicie na área de vendas e não tinha nenhuma responsabilidade sobre as outras áreas de gerenciamento.

Fiz um MBA (mas honestamente, acho que a prática que eu vivia gerava um aprendizado muito maior) para me sentir mais seguro do que fazia. E alguns anos depois, eu comprei a empresa.
Foi quando fiz outro curso que mudou completamente (de novo…) a maneira de eu enxergar o negócio: me tornei Coach e Business Coach. 

O que aprendi? Aprendi a fazer perguntas.
Perguntas diferentes para os mesmos problemas
Por quê? Porque quem faz as mesmas perguntas sempre, vai ter sempre as mesmas respostas.
E hoje eu vejo que esta minha jornada de autoconhecimento me possibilita poder passar conhecimentos para vocês que vão tonar a arte de administrar uma empresa algo muito mais compreensível.
E a maior vantagem, creio, é que vocês vão poder aprenderem com meus erros. 

Acho que a dor frustração de perder tempo e dinheiro no 1o emprego E
no 2o emprego, em um prazo de menos de 3-4 anos, e passado muito tempo com raiva pelos problemas, tenham me acordado para um fator que muitos levam a vida toda para descobrir: 

“…você vai sempre achar o culpado pelos seus problemas,
Mas encontrar o culpado nunca é a solução…”

Mesmo quando eu comecei a trabalhar na empresa…foi muita cabeçada. Eu tentava administrar nosso consultório (meu e da minha esposa) e a empresa ao mesmo tempo… não conseguia focar nem em um trabalho nem em outro…

Comecei a levar mais do que o dobro do tempo para entregar meus serviços de prótese e a empresa patinava.
Eu não estava contente. E nem poderia, por isto resolvi tomar uma decisão: focar em um só negócio, a Ormco. Mas era muito difícil dissociar meu passado como dentista e passar a administrar um time de pessoas que deveriam ter o mesmo foco que eu: crescer.

A maior diferença entre ser dentista e ser empresário é a maneira de enxergar: 

Como dentista, eu sempre tive uma visão muito focada, procurava detalhes, pequenos, que talvez o paciente nunca percebesse, mas que eu sempre saberia.
Como empresário, toda vez que eu deixava de enxergar o todo, eu cometia erros. Se você não procurar entender toda a situação ao redor, uma visão geral, você vai cometer erros por ter enxergado apenas parte da verdade.

Como dentista, eu sempre fui centralizador. Pouquíssimos dentistas conseguem delegar uma função por que não acreditam que a outra pessoa vai fazer tão bem quanto eles mesmos.
Como empresário, eu descobri que somente tenho 2 braços e 1 cabeça. E se eu quiser crescer, preciso de mais braços, mas principalmente, mais cabeças.

Fui aprendendo a ter uma visão geral. Aprendi a trabalhar com pessoas. Aprendi a traçar estratégias, e comecei a querer ir além.
Interessante, pois acho que minha agressividade nos negócios assustou meus pares, o que começou a tornar nosso relacionamento complicado.

Até que em 2005, quando não aguentava mais a falta de liberdade para tomar decisões (algumas de certo risco, mas que eu considerava que iriam levar a empresa a outro nível), resolvi comprar a empresa e assumir os riscos sozinho.
Este momento foi muito complicado, pois tive de assumir a responsabilidade de todas as áreas da empresa. E eu sempre estive mais a frente de vendas e estratégias, do que na parte de controle.
Neste momento, comecei a aprender na prática o que era uma empresa de verdade. Vendas é apenas parte da história. Financeiro, marketing, RH, TI, operações. Como foi complicado (e desesperador) tentar entender e controlar tudo ao mesmo tempo.

Mas comecei a perceber e aprender algo que me fez chegar a outro nível de novo:

“…eu não preciso fazer tudo. Preciso aprender a delegar.
Mas o que for MEU trabalho (o que não pode ser feito por mais ninguém além de mim), não pode ser abandonado…”

Exatamente por não ser capaz de fazer tudo, que eu aprendi alguns conceitos que me levaram ate onde estou hoje. E quero agora passar para vocês:

• Você precisa AMAR o que faz.
• O que você INVESTIR na empresa, vai retornar múltiplas vezes maior.
• Você nunca vai conseguir fazer tudo.
• Você precisa confiar nas pessoas.
• Você precisa manter o controle do que for IMPORTANTE, em todas as áreas da empresa (administração, marketing, vendas, RH, operações e tecnologia de informação)
• Controle o que precisa ser controlado, nada a mais.
• Defina indicadores que vão permitir que você saiba a todo momento como sua empresa está funcionando.
• Meça frequentemente
• A SUA empresa é um retrato fiel da sua equipe, não o seu.
• Se você não liderar sua equipe, ninguém vai liderar por você.
• Se você não treinar sua equipe, ninguém vai treinar por você.
• Construa sua empresa em cima das necessidades do seu cliente, não da sua.
• Ofereça sempre mais do que você cobra (valor agregado).
• Foque sempre em crescimento.
• Mas aprenda a ser flexível.

Meu OBJETIVO neste momento é ajudar a todos vocês conseguirem enxergar a SUA empresa como eu enxergo a minha.
Feliz 2020,
E vamos fazer deste ano, um ano excepcional