Acredito que todos entendem a relação entre atingir um resultado de sucesso em um tratamento ortodôntico e o grau de atenção aos detalhes e profissionalismo do profissional. Entretanto, para poder oferecer excelência e ao mesmo tempo aumentar lucratividade, você precisa pensar em como tornar este atingir esses objetivos sempre e de forma organizada.

Por isso, se você está em dúvida se deve ou não modernizar seu consultório, conheça as diferenças entre o Damon Smile e o aparelho tradicional.

No decorrer do artigo, além de entender as distinções entre esses dois tratamentos de Ortodontia, você também descobrirá preparar sua clínica para o mundo pós-pandemia.

Afinal, quais as diferenças entre o Damon Smile e o aparelho tradicional?

Muitos dentistas têm receio de oferecer novas opções de tratamentos para seus clientes, mesmo sabendo que uma tecnologia mais avançada pode impactar positivamente no resultado final e garantir resultados mais rápidos e menos dolorosos para os pacientes.

Esse foi o caso do Dr. Derick Tagawa, referência mundial em Ortodontia. Movido pela necessidade de comparar o Damon Smile e o aparelho tradicional, antes de decidir efetuar a troca definitiva, ele se propôs a fazer uma experiência controlada antes de utilizar o sistema Damon em seu consultório.

A ideia inicial era utilizar o novo tratamento por apenas dois meses. Mas os resultados iniciais foram tão surpreendentes que durante o teste, Dr. Tagawa passou a utilizar apenas o Damon System em sua clínica.

Em sua experiência, Dr. Tagawa fez um estudo para comparar as principais diferenças entre os 50 últimos tratamentos ortodônticos do método convencional e os primeiros 50 casos com Damon Smile e constatou que:

  • o número de consultas diminui drasticamente com o Damon, já que os ajustes neste aparelho podem ser feitos a cada 6 ou 8 semanas, enquanto o convencional necessita de retorno após 3 ou 4 semanas;
  • com o Damon, os pacientes fizeram em média apenas 16 visitas ao consultório, enquanto o aparelho convencional demandava cerca de 31 visitas. Ou seja, uma redução de quase 50% nas idas ao ortodontista;
  • o tempo total de tratamento é menor com o Damon, em torno de 20 meses contra 27 meses do aparelho convencional (Nota: em minhas pesquisas, percebo que o tempo médio de tratamento no Brasil são de 36 meses para mais);
  • o Damon proporciona grau de conforto muito maior para os pacientes, com uma redução de desconforto de mais de 65%;
  • o alinhamento inicial com Damon ocorre em média entre 2 e 3 meses, contra 6 meses do aparelho convencional;
  • o Damon contribui para o aumento da produtividade e a lucratividade nas clínicas, já que permite atender mais pacientes em menos tempo;
  • por fim, o Damon proporciona resultados de tratamento melhores, o que aumenta a satisfação dos clientes e ainda impacta na lucratividade do seu negócio.

Como serão os tratamentos ortodônticos na pós-pandemia?

A pandemia do novo Coronavírus fez a sociedade rever valores e mudar certos hábitos. Por isso, compreender como será esta nova realidade pós-pandemia te ajudará a se preparar para o que está por vir.

Dentre as tendências previstas que afetarão nossa rotina, posso perceber que os pacientes terão mais receio de sair de casa, de ir ao dentista e de ficarem expostos em ambientes onde há outras pessoas.

Por isso, oferecer serviço diferenciado como um tratamento ortodôntico mais rápido e que necessita de menos visitas ao dentista, como é o caso do Damon System, terá muito mais valor que antes. O que te ajudará a ganhar a preferência dos clientes.

Além disso, associar o Sistema Damon à cobrança de preço fechado (o que vai ser tema de outro artigo) é a solução para que você consiga lidar com o aumento do custo operacional — os processos e custo de EPIs por cada atendimento — ocasionado pela pandemia, já que este sistema possibilita que você aumente a lucratividade a cada consulta.

Gostou de descobrir as diferenças entre o Damon Smile e o aparelho tradicional? Conheça mais sobre este tratamento ortodôntico revolucionário no site do Meu Ortodontista.